Anuncie aqui

Anuncie aqui

quinta-feira, 18 de julho de 2019

AÇOUGUE PÚBLICO INTERDITADO, VENDEDORES NO PREJUÍZO, PROTESTOS...COMO RESOLVER?

Imagens: Blog Gota D'Água
Acabou há pouco (17) reunião com representações da equipe responsável pela Fiscalização Preventiva Integrada (FPI), representações sociais da população e representantes do poder executivo do município acerca da interdição do açougue público e matadouro.

Observadas pela fiscalização procedimentos indevidos como manuseio e disposição dos alimentos (como não refrigeração adequada, não uso de fardamento e Equipamento de Proteção Individual (EPI), além de problemas sanitários), houve interdição em nome da saúde pública. Interdição que gerou manifestação pública dos pescadores que questionavam o que fariam da produção.

Responsabilidades e exigências foram estabelecidas tanto para os comerciantes quanto para a prefeitura com prazos de curto e médio prazo.

“Primeiro que só acredito vendo o cumprimento desse prazo de 180 dias para a prefeitura fazer as reformas necessárias, outra é mais imediata. Os pescadores estão com seus pescados prestes a chegar amanhã, marchantes têm compromissos, sexta-feira é dia de feira e comércio...o que farão? É pra descartar a produção? E os prejuízos?”, questionou Pedro, pescador.

“Não vejo dificuldade para a gente se adequar: arrumar a chaira, o fardamento adequado, a limpeza do mercado e as lâmpadas, com certeza o secretário Rogério Viana pode garantir já amanhã... Então esses prazos todos podem ser resolvidos antes do tempo e a gente ver o espaço aberto novamente”, destacou Tony, veterinário do município.

Rogério Viana, secretário de Desenvolvimento econômico e serviços urbanos do município, garantiu: “Aqui não iremos transferir responsabilidade de ninguém, é preciso todo mundo reconhecer sua parte e amanhã mesmo (18), a partir das 8:00 da manhã todo mundo se reunir no mercado público para definir como vamos garantir as exigências postas e resolver o problema o quanto antes.”


A 2ᵃ Etapa da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) iniciou a operação no dia 14 e vai até o dia 26 de Julho de 2019 cujo encerramento se dará com uma audiência pública a partir das 9:00 no Ginásio de Esportes de Petrolândia apresentando ao público os resultados obtidos com a operação.

A FPI é um programa continuado desenvolvido desde 2002 pelos órgãos federais e estaduais de fiscalização ambiental na Bahia que se expandiu para Alagoas, Sergipe, Minas Gerais e, desde o ano passado, em Pernambuco. As ações são voltadas para a defesa da sociedade, do meio ambiente em todos os seus aspectos e da saúde, na Bacia do São Francisco, visando sua revitalização com um olhar interdisciplinar para o uso sustentável dos recursos naturais e melhoria da qualidade de vida das populações ribeirinhas.






Por Blog Gota D' Água

Nenhum comentário:

Postar um comentário