Anuncie aqui

Anuncie aqui

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Lula pede ao TSE para gravar programas eleitorais na cadeia

A peça, assinada por cinco representantes legais de Lula, apresenta que o ex-presidente ainda não teve sua condenação transitada e julgada pela Justiça

O pedido ainda alega que o petista foi impedido de "participar da agenda natural de todos os demais candidatos e partidos". Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula
O pedido ainda alega que o petista foi impedido de "participar da agenda natural de todos os demais candidatos e partidos". Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula
Advogados que representam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva requeriram ao Supremo Tribunal Federal que o petista pudesse gravar imagens para o horário eleitoral, transmitido na próxima sexta-feira (31).

A peça, assinada por cinco representantes legais de Lula, apresenta que, mesmo detido há mais de quatro meses em Curitiba, o ex-presidente ainda não teve sua condenação transitada e julgada pela Justiça, deste modo estaria em "pleno gozo de seus direitos políticos".

"A Coligação 'O Povo Feliz de Novo', deste modo, busca perante ao Egrégio Tribunal Superior Eleitoral, apenas e simplesmente, que seja reconhecido o direito de seu candidato à Presidência da República de praticar atos relativos à campanha eleitoral, em especial, a gravação de áudios e vídeos para a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão", diz a coligação em petição.

O pedido ainda alega que o petista foi impedido de "participar da agenda natural de todos os demais candidatos e partidos" e que ele participar das campanhas políticas no Rádio e TV contribuiria "para a realização do direito da coletividade de participar da vida política do país de forma plena, podendo ouvir as opiniões do candidato que lidera as pesquisas eleitorais e, eventualmente, escolher entre ele e os demais candidatos ao cargo de Presidente da República".


Por Diario de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário