Ouça a Nossa Web Radio

Anuncie aqui

Anuncie aqui

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Dois homens são presos com R$ 870 em notas falsas na Zona Sul do Recife

De acordo com a Polícia Federal, estudante de informática e pedreiro também estavam com equipamentos de informática e drogas.

Notas falsas foram encontradas pela PM em uma residência localizada no bairro do Ibura, na Zona Sul do Recife (Foto: Polícia Federal/Divulgação)
Notas falsas foram encontradas pela PM em uma residência localizada no bairro do Ibura, na Zona Sul do Recife (Foto: Polícia Federal/Divulgação)
Dois homens foram presos com R$ 870 em notas falsas. De acordo com a Polícia Federal (PF), o estudante de informática Helder Mariano Rufino, 22 anos, e o pedreiro Nicolai Drewnovicsck Silva, 27 anos, foram flagrados no bairro do Ibura, na Zona Sul do Recife, com computador, impressora, cédulas de R$ 5, R$10, R$ 20 e R$ 50, que tinham características de falsificação, além de drogas.

As prisões ocorreram na tarde de sexta-feira (27) e foram divulgadas na manhã desta segunda-feira (30). Segundo a PF, uma equipe da Polícia Militar (PM) foi acionada para apurar a denúncia de tráfico de drogas na área e encontrou Helder, que tentou fugir durante a abordagem.

Com ele, a polícia encontrou pacotes de maconha. Em seguida, os militares foram até uma residência no bairro e localizaram Nicolai. Lá, acharam sobre um móvel mais porções da mesma droga e crack. Na casa, os PMs encontraram também as notas e o equipamento de informática.

Equipamentos de informática também foram apreendidos com homens que estavam com notas falsas no Recife (Foto: Polícia Federal/Divulgação)
Equipamentos de informática também foram apreendidos com homens que estavam com notas falsas no Recife (Foto: Polícia Federal/Divulgação)
A PF informou que, durante o depoimento, Nicolai alegou que a produção de notas falsas fazia parte de um trabalho passado por um professor de um curso de informática realizado por meio da internet. Ele disse que conseguiu imprimir as cédulas com orientação conseguida nas redes sociais e negou o envolvimento com drogas.

Helder, segundo a corporação, alegou vender drogas para poder enviar dinheiro para os filhos, que moiram no interior de Pernambuco. Os dois seguiram para a sede da PF, no Centro do Recife. Autuados por fabricação de moeda falsa e tráfico de drogas, eles poderão pegar até 30 anos de prisão.

Depois de passar por exame de corpo delito no Instituto de Medicina Legal (IML), na capital, eles foram até uma audiência de custódia, que confirmou as prisões. Os dois seguiram para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife, e estão à disposição da Justiça Federal.

Estatísticas

Este ano, a PF fez quatro apreensões de dinheirto falso em Pernambuco. Seis pessoas foram presas e a corporação recolheu R$ 33, 5 mil.

Em 2017, ocorreram cinco apreensões, com sete presos. Ao todo, a PF recolheu R$ 49 mil em notas falsas.


Por G1 PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário