Ouça a Nossa Web Radio

Anuncie aqui

Anuncie aqui

domingo, 5 de novembro de 2017

Vídeo: grupo invade fazendas e deixa prejuízo estimado em R$ 60 milhões em Correntina

[Vídeo: grupo invade fazendas e deixa prejuízo estimado em R$ 60 milhões em Correntina]
Foto: Divulgação/PM-BA
A o menos mil pessoas invadiram duas fazendas no município de Correntina, no oeste baiano, no último dia 2, e deixaram um prejuízo estimado em R$ 60 milhões. O grupo argumenta que a irrigação feita nas fazendas causa falta de água e queda de energia na região.

Produtores da região apontam que o grupo destruiu cerca de 20 pivôs, queimaram 11 tratores, duas máquinas colheitadeiras, três caminhões, uma pá carregadeira, uma retroescavadeira e uma patrol.

Em nota divulgada à imprensa, a empresa Lavoura e Pecuária Igarashi condenou a forma de protesto utilizada pelo grupo. A companhia diz que suas instalações no município de Correntina foram "ilegal e arbitrariamente invadidas por indivíduos que, arrebentando cercas, ateando fogo nas instalações, destruindo maquinários, todo sistema de energia, tratores, ameaçando seus colaboradores, promoveram um ato de vandalismo injustificável e criminoso, ferindo, inclusive, um de seus colaboradores".

"A Igarashi ressalta que todas as atividades desenvolvidas possuem as autorizações ambientais, que por sua vez percorreram toda tramitação perante aos órgãos ambientais competentes, sendo que somente foram iniciadas as atividades após a regular conclusão de todos os processos de autorizações e licenças com seus estudos, inspeções, vistorias e conclusões", afirma a empresa.

A Igarashi atua na produção de alimentos como batata, cenoura, feijão, tomate, alho, cebola e outros. "A Igarashi repudia, veementemente, todos os atos criminosos de vandalismo praticados, dos quais foi vítima. Ato que não tem qualquer legitimidade ou justificativa ambiental, ao tempo em que adotará todas as medidas legais para defesa dos seus direitos e responsabilização dos indivíduos que cometeram referidos atos de vandalismo", informa a companhia no comunicado



 Por Redação Bocão News

Nenhum comentário:

Postar um comentário