Ouça a Nossa Web Radio

Anuncie aqui

Anuncie aqui

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

"Ai, misericórdia!", diz menina ao ficar pendurada na parede em brincadeira com prima

Yasmin, de 7 anos, e Ketilly, de 4, gravaram travessura e família colocou vídeo, que viralizou, nas redes sociais. Elas moram na Zona Sul do Recife.

Vídeo: Youtube 

A brincadeira entre duas primas, que moram no bairro do Jordão, na Zona Sul do Recife, ganhou as redes sociais nesta quarta-feira (18). O vídeo foi gravado pela pequena Yasmin, de 7 anos, que acaba presa no suporte de televisão da casa em que mora e pede ajuda à prima, Ketilly, de 4 anos. (Veja vídeo acima)

Em entrevista ao G1, Yasmin conta que já tinha feito isso antes, mas nunca tinha ficado presa. "Eu fui tentar girar, só que aí eu fiquei com medo. Fiquei desesperada e pedi para a minha prima Ketilly chamar minha mãe. Misericórdia! Quando minha mãe viu, ela achou engraçado, mas disse que não é pra fazer mais isso porque é perigoso", explica a menina.
Tia da menina, Liliana Karla postou o vídeo e, em menos de 24 horas, ele já havia sido compartilhado mais de 80 mil vezes e contava com mais de 3 milhões de visualizações. “Como elas são crianças, não têm noção do que está acontecendo. Eu contei para a Yasmin que o vídeo está em todo o lugar e ela ficou rindo”, conta Liliana.

A ideia de gravar a brincadeira foi de Yasmin, que já costuma fazer vídeos em casa. “Ela nunca tinha inventando de fazer isso. Yasmin é muito criativa, gosta de fazer maquiagem, ver vídeos, criar coisas de casa. Ela gosta de fazer algumas coisas feito ginástica olímpica, mas nunca tinha se pendurado”, conta a mãe da menina, Uliana da Silva.

Quando a pequena Ketilly chamou, Uliana tomou um susto. “Eu não esperava encontrar ela pendurada no suporte da televisão. Na hora, foi um susto, mas depois, a gente revendo, achou engraçado e resolveu postar”, explica.

Vídeo foi compartilhado mais de 80 mil vezes nas redes sociais (Foto: Reprodução/Facebook)
Vídeo foi compartilhado mais de 80 mil vezes nas redes sociais (Foto: Reprodução/Facebook)

Por Katherine Coutinho, G1 PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário