Anuncie aqui

Anuncie aqui

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Temer adia debate sobre flexibilização da jornada de trabalho

De acordo com assessores, o presidente não quer comprar outra briga com os sindicatos, que têm feito críticas à proposta de reforma da Previdência

© REUTERS/Adriano Machado

Pressionado pelas centrais sindicais, o presidente Michel Temer mudou de ideia e decidiu adiar a discussão de sua proposta de flexibilização da jornada de trabalho.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, Temer deve se limitar a renovar, nos próximos dias, o Programa Nacional de Proteção ao Emprego (renomeado para Programa Seguro Emprego), que reduz a perda salarial de trabalhadores que têm carga horária reduzida.

De acordo com assessores, o presidente não quer comprar outra briga com os sindicatos, que têm feito críticas à proposta de reforma da Previdência.

Na proposta inicial, o governo queria tornar a jornada de trabalho mais flexível, permitindo a contratação por hora de trabalho, em jornadas intermitentes.

Em troca, os trabalhadores poderiam ter mais de um emprego, em expediente flexível, e receberiam seus direitos de maneira proporcional.


POR NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário