Anuncie aqui

Anuncie aqui

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Morre no hospital suspeito de assalto a banco na Zona Oeste do Recife

Informação foi confirmada na manhã desta quarta (21) pela assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde. Homem estava em liberdade condicional.

Tentativa de assalto resultou em tiroteio e morte em agência bancária na Madalena, Zona Oeste do Recife (Foto: Reprodução/Whatsapp)

Morreu no Hospital Getúlio Vargas, no Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, o homem suspeito de participar do assalto a uma agência do Banco Itaú, na Madalena, na mesma área da cidade, na noite de segunda-feira (19). Ele tinha sido baleado em um confronto com a polícia. O óbito foi confirmado pela assessoria de comunicação social da Secretaria de Saúde de Pernambuco, nesta quarta-feira (21). Na investida criminosa, um policial civil acabou morrendo.

O suspeito tinha uma extensa ficha policial, já havia sido condenado pela Justiça pela prática de assaltos e estava em liberdade condicional. De acordo com prontuário elaborado pela polícia de Pernambuco, o suspeito preso era motorista e chegou a estudar em uma faculdade.

Ele foi detido várias vezes em Pernambuco e também tem ficha criminal no Ceará. Tinha condenações nas Comarcas do Recife e Olinda, na Região Metropolirtana, Caruaru, no Agreste, e Fortaleza, no Ceará.

De acordo com a polícia, ele agiu nos últimos anos em bancos na capital pernambucana. Tem passagens pela polícia por assaltos a banco na Ilha do Leite, na área central do Recife, em 2013, e na Cidade Universitária, na Zona Oeste, no ano passado.

Também já tinha sido capturado em 2012, no Alto do Pascoal, na Zona Norte da capital pernambucana. Nessa época, estava foragido de uma unidade agrícola de Amanaci, no Ceará.
Ainda respondia a processos na Justiça de Pernambuco, em primeiro grau. Um deles era por formação de quadrilha, adulteração de chassis de veículos e roubo majorado.

A Polícia Civil também já identificou os outros dois suspeitos que atuaram na investida contra o banco. Não vai divulgar informações para não atrapalhar as investigações.

O crime


O assalto que terminou com a morte do policial civil ocorreu na agência do banco Itaú, na Avenida Caxangá, bairro da Madalena, Zona Oeste do Recife. De acordo com testemunhas, três bandidos chegaram atirando nos vidros da agência para chegar à área dos caixas.

Do lado de fora, o policial civil à paisana percebeu a ação e tentor conter os criminosos, mas acabou morrendo na troca de tiros. Durante a perícia, o Instituto de Criminalística verificou que ele portava uma pistola. O carro da vítima também foi periciado.

O policial morto no tiroteio trabalhava no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa. Ele será enterrado na tarde desta terça-feira (20), no cemitério de Santo Amaro, na área central do Recife.

Nota

Por meio de nota, a Polícia Civil expressou pesar e solidariedade à família do servidor, que prestou relevantes serviços para a população e a Instituição Policial. A corporação informou que está junto à família, amigos e aos colegas de profissão neste momento de dor pela morte do agente.

Polícia Militar

A Polícia Militar prometeu reforço no combate à violência. "Estamos fazendo um esforço para a polícia se fazer mais presente nos corredores bancários. Tudo o que for necessário para servir a sociedade pernambucana vai ser feito", afirmou o comandante geral da PM, coronel Carlos D'Albuquerque.

Itaú

Procurada pela reportagem, a assessoria do Itaú informou, através de nota, que "lamenta o ocorrido e está apoiando as autoridades na apuração do caso. A reabertura da agência 8435 segue sob avaliação e os clientes estão sendo direcionados para as agências mais próximas".


Por G1 PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário