Anuncie aqui

Anuncie aqui

sábado, 19 de novembro de 2016

GOVERNO PLANEJA INCENTIVAR EXPANSÃO DE BIOCOMBUSTÍVEIS NO PAÍS

Marcio Felix MMEO governo brasileiro está estudando formas de incentivar a ampliação da produção dos biocombustíveis no País nos próximos anos, a partir do programa RenovaBio 2030, que foi desenvolvido pelo Ministério de Minas e Energia (MME) e vem sendo aprimorado para colocação em consulta pública até o final do primeiro trimestre de 2017.
O secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do MME, Márcio Félix, debateu o programa com agentes de mercado nos últimos dias, reiterando que o objetivo dele é garantir a expansão da produção de biocombustíveis no país baseada na previsibilidade, na sustentabilidade ambiental, econômica e financeira, compatível com o crescimento do mercado e em harmonia com os compromissos brasileiros assumidos na COP21.
Félix falou sobre a iniciativa, durante a abertura da Conferência BiodieselBR 2016, em São Paulo, lembrando que o RenovaBio busca convergências sobre a relevância do biodiesel, do etanol e de novos biocombustíveis no presente e no futuro da matriz energética nacional, que já é uma das líderes mundiais no setor.
Para se ter ideia, o Brasil é atualmente o segundo maior produtor e consumidor mundial de biodiesel, com um volume atual de aproximadamente de quatro bilhões de litros anuais. A partir de março do próximo ano, o percentual de biodiesel na mistura com o diesel será de 8% (biodiesel B8), aumento de 14% em relação à mistura B7 em vigor.
Para atender à demanda para B8, estima-se que até 20% da soja produzida na próxima safra será destinada à produção de biodiesel, tendo como coproduto direto a produção de 16 milhões de toneladas de farelo de soja – uma proteína fundamental na criação de aves e suínos.

Fonte: Petronotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário