Anuncie aqui

Anuncie aqui

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Esquema de segurança para o 2º turno em PE terá quase 4 mil PMs

Policiais serão distribuídos entre Recife, Olinda, Jaboatão e Caruaru.
Ocupação nas universidades devido à PEC 55 mudou um local de votação.

Antônio Carlos Silva, presidente do TRE-PE, divulgou esquema para o domingo
(Foto: Bruno Marinho/G1)

As quatro cidades pernambucanas que terão segundo turno nas eleições deste ano receberão um reforço da Polícia Militar no domingo (30). Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Caruaru vão contar com a atuação de 3.918 PMs. O anúncio foi feito em uma reunião na sede do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), no Centro da capital pernambucana, na tarde desta quinta-feira (28).
No Recife, 2.070 policiais militares estarão de prontidão. Já em Jaboatão dos Guararapes, vão atuar 645 PMs. Olinda receberá outros 485 policiais militares, enquanto Caruaru contará com 584 PMs. "Vamos ter segurança redobrada. Em cada local de votação, vamos ter dois ou três policiais. Os eleitores podem ir votar tranquilamente nas quatro cidades, pois o clima será de tranquilidade", afirmou o presidente do TRE-PE, Antônio Carlos Silva.
Vamos ter segurança redobrada. Em cada local de votação, vamos ter dois ou três policiais. Os eleitores podem ir votar tranquilamente nas quatro cidades"
Antônio Carlos Silva, presidente do TRE-PE
A ocupação de prédios de universidades públicas por estudantes contrários à PEC 55, que estabelece que as despesas da União só poderão crescer conforme a inflação do ano anterior, alterou apenas um local de votação no Recife.
"O TRE tomou conhecimento com antecedência e nós solucionamos mudando o local de votação, que está ainda em sigilo, mas os comandantes da área tomarão conhecimento antecipado para botar o reforço nesses locais. Até agora só foi um local transferido, utilizamos um outro prédio com a mesma capacidade, já está todo o esquema montado, está tudo normalizado", garantiu Antônio Carlos Silva.
O anúncio do novo local de votação para esses eleitores será realizado em uma coletiva de imprensa no Recife na sexta-feira (28). "Está tudo sob controle, apenas um prédio foi mudado. Não haverá tumulto nenhum, o policiamento está reunido para coibir qualquer tentativa parecida em outro prédio", complementou o assessor da Corregedoria do TRE-PE, Orson Lemos.
Na reunião, o TRE-PE informou que não haverá nenhum esquema especial de segurança em cidades onde estava sendo verificado um maior acirramento na disputa pela prefeitura. "Olinda e Jaboatão tiveram um acirramento no começo, mas foi feito um acordo de cavalheiros entre os dois candidatos em Jaboatão . Em Olinda, também conversamos com os candidatos e está dentro da normalidade", explicou  Antônio Carlos Silva.
Questionado sobre o fim de semana violento no primeiro turno das eleições, quando, no dia do pleito, ocorreu mais de uma morte por hora em Pernambuco, o presidente afastou qualquer relação dos crimes coma votação. "As mortes que ocorreram no dia 2 de outubro não foram com referência à eleição. Foram mortes de discussão entre gangues, não teve nada a ver com o pleito eleitoral. Consultamos o secretário de Defesa Social, e ele disse que não eram necessárias forças federais e as eleições foram dentro da normalidade", ressaltou.
Em entrevista à imprensa após o encontro, o presidente do TRE-PE solicitou que as militâncias dos candidatos tenham um comportamento pacífico no dia do pleito. "Que as militâncias participem ordeiramente da eleição e evitem confronto porque, se houver confronto, a Polícia Militar e a Polícia Federal estarão atuando, o pleno do TRE e os juízes da propaganda estarão de plantão, então, qualquer coisa que vier a ocorrer, nós tomaremos de imediato as providências para solucionar", finalizou.
Do G1 PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário