Anuncie aqui

Anuncie aqui

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Número de pacientes em tratamento devido a surto de doença de Chagas chega a 31

Secretaria Estadual de Saúde informou, nesta terça (11), que 24 doentes tiveram testes laboratoriais confirmados e sete foram diagnosticados pelos sintomas apresentados.

Hospital Oswaldo Cruz — Foto: Marília Falcão/Divulgação
Hospital Oswaldo Cruz — Foto: Marília Falcão/Divulgação
O número de pacientes em tratamento devido ao surto da forma aguda de doença de Chagas registrado em Pernambuco chegou a 31. A informação faz parte do boletim divulgado, nesta terça-feira (11), pela Secretaria Estadual de Saúde. No levantamento do dia 7 de junho, o governo informou que 28 pessoas estavam recebendo os cuidados.

O maior surto da doença de Chagas na fase aguda em Pernambuco veio à tona no dia 31 de maio, quando a secretaria confirmou os primeiros resultados de testes. Segundo o boletim desta terça, 24 pacientes tiveram confirmação laboratorial e sete foram diagnosticadas a partir dos sintomas apresentados.

Ao todo, 15 pacientes seguiram para Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Centro do Recife. Dados atualizados nesta terça informam que 11 tiveram alta e quatro seguem internados, com quadro estável.

Ao contrário dos doentes que estão na fase crônica da doença, a perspectiva de cura das vítimas desse surto existe, porque eles apresentam a doença na fase aguda, segundo o médico Wilson Oliveira, da Casa de Chagas.

De acordo com a SES, as pessoas contaminadas participaram de um retiro religioso em Ibimirim, no Sertão do estado, durante a Semana Santa, mas não há evidências para definição da forma de transmissão da doença.

Até esta terça, dos 77 participantes do evento, 75 já tinham feito coleta de sangue para análise, que tem sido realizada pelo Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE), no Recife, e pelo Laboratório da VI Gerência Regional de Saúde (Geres), em Arcoverde, no Sertão.

A SES informa que ainda procura os demais participantes da festa religiosa para fazer coleta de sangue. O local onde ocorreu o evento, as casas do entorno e os fornecedores dos alimentos para o retiro também foram investigados. Segundo a secretaria, não foram encontrados barbeiros nem vestígios do inseto.

Barbeiro é o transmissor da Doença de Chagas; dois casos da doença foram registrados em RO — Foto: Toni Francis/G1
Barbeiro é o transmissor da Doença de Chagas; dois casos da doença foram registrados em RO — Foto: Toni Francis/G1
Doença

A doença de Chagas é causada pelo protozoário Tripanossoma cruzi, cujo vetor é o barbeiro. Outra forma de transmissão é por meio de alimentos contaminados.

Entre os sintomas estão febre contínua, intermitente e prolongada por cerca de sete dias, edema de face ou de membros, manchas vermelhas na pele, inchaço de gânglios, inflamação de fígado ou de baço, além de problemas cardíacos agudos.

Também podem acontecer manifestações hemorrágicas, icterícia, náusea, perda ou diminuição de força física, dor nas articulações, edema inflamatório nas pálpebras ou dor estomacal.

De acordo com os médicos, quem foi diagnosticado com a doença tem um acompanhamento diário, enquanto houver sintomas. Os assintomáticos têm um acompanhamento ambulatorial por cinco anos.

As causas do surto ainda sendo investigadas pela Secretaria Estadual de Saúde. Até esta terça (11), não havia sido divulgado nenhum resultado de exames.

Depoimentos

No dia 5 de junho, vítimas do surto contaram como estão enfrentando o tratamento para superar os sintomas. Duas mulheres relataram também o que aconteceu durante o retiro, quando ocorreu a contaminação.

A estudante Brysa Sascha Batalha dos Santos, de 26 anos, relatou que o primeiro sintoma foi uma dor lombar. Depois, segundo ela, essa dor passou para as pernas. A jovem teve febre e foi para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) quatro vezes.

Outra paciente, que preferiu não ser identificada, contou que os sintomas começaram a aparecer uma semana após o fim do retiro. Com 31 anos, a mulher lembra que teve enxaqueca e dor nos membros superiores, no dia 30 de abril.

Ela afirma, ainda, que não tinha feito atividade nem esforço físico e, por isso, não havia motivo para tanta dor. Entre outros incômodos estavam náusea, dor na barriga e falta de apetite. A mulher deu entrada no hospital com o marido, que também participou do retiro e foi infectado.


Por G1 PE

terça-feira, 4 de junho de 2019

Jovem é detida por ameaçar adolescente e portar duas facas no Bairro Divino em Salgueiro


No início da noite da última segunda (03), por volta das 18h, policiais militares do 8ᵒ BPM detiveram uma mulher de 22 anos acusada de ameaçar de morte uma adolescente de 16 na Rua João Paulo II, no bairro Divino Espírito Santo, em Salgueiro.

De acordo com a polícia, a acusada foi pega em flagrante com duas facas do tipo peixeira e encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil da cidade. A autoridade policial lavrou um TCO (termo circunstanciado de ocorrência) por ameaça e posse de arma branca. 

Redação Chico Gomes
Via G7 Salgueiro 
04/06/2019



segunda-feira, 3 de junho de 2019

Jovem é preso após morder o braço da mãe em Delmiro Gouveia

João Carlos Ferreira dos Santos foi autuado pela Lei Maria da Penha. Caso aconteceu na noite deste domingo, 2, na Rua Marcílio Dias no Bairro Eldorado.


Um jovem identificado como João Carlos Ferreira dos Santos foi preso na noite deste domingo, 2, depois de agredir a sua mãe com uma mordida no braço. O caso aconteceu na Rua Marcílio Dias no Bairro Eldorado em Delmiro Gouveia.

Segundo a Polícia Militar, populares ligaram para o Batalhão informando que havia uma confusão envolvendo pessoas de uma mesma família. A equipe da Força Tarefa foi até ao local e ao chegar constatou que Maria Lucineide dos Santos, estava com um ferimento no braço ocasionado por uma mordida de seu filho.

O rapaz ainda tentou se esconder em um matagal, mas acabou sendo preso e encaminhado para a Delegacia Regional de Polícia (1ª-DRP).

Na delegacia, ficou constatado que os dois haviam consumindo bebida alcoólica, a mulher foi encaminhada para o Hospital Antenor Serpa e o seu filho foi autuado pela Lei Maria da Penha.


Por Portal Ítalo Timóteo

Sisu ofertará 59 mil vagas no segundo semestre

As inscrições começam amanhã

Brasília - Incluída no rodízio de abastecimento do DF, a Universidade de Brasília (UnB) está tomando medidas para reduzir o consumo de água, como adiar o início das aulas no principal campus da instituição em função do racionamento (Fabio
📷 Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) vai ofertar 59.028 vagas em 76 instituições públicas de ensino em todo o país no segundo semestre deste ano. As inscrições começam amanhã (4) e podem ser feitas até sexta-feira (7), na página do programa.

O número de vagas aumentou em relação ao ano passado, quando foram ofertadas, no segundo semestre, 57.271. O número de instituições participantes também cresceu, eram 68. Nesta edição, de acordo com o Ministério da Educação, estão disponíveis 64 cursos a mais para os candidatos.

Os estados com mais vagas são Rio de Janeiro, com 12.937, Minas Gerais, com 8.479, Bahia, com 6.745, e Paraíba, com 5.990.

O resultado da chamada regular será divulgado no dia 10 de junho. As matrículas devem ser realizadas de 12 a 17 de junho. O prazo para aderir à lista de espera é 11 a 17 de junho.

Podem participar do Sisu os estudantes que fizeram prova do Exame Nacional do Ensino Médio em 2018 e obtiveram nota na redação acima de zero.


Edição: Valéria Aguiar
Mariana Tokarnia - Repórter
Por Agência Brasil

COLISÃO FRONTAL ENTRE DOIS CARROS: Foi na BR 316, entre Floresta e Petrolândia, no Sertão de Pernambuco [veja imagens]

Colisão entre dois carros deixa feridos na BR-316 entre Floresta e Petrolândia, PE

Por Blog Sertão News Petrolândia
03/06/2019






Um grave acidente na manhã desta segunda-feira (03/06) envolvendo dois veículos: Um Fiat/Palio Attractiv 1.0/Ano 2013 de cor Branca (Placas PGG-3924 de Petrolândia-PE) e uma D-20/GM Chevrolet Custom/ano 1987/Modelo 1988 de cor vermelha (Placas KJP-0532 de Jatobá-PE). Que trafegavam na BR 316, nas proximidades do canal do Sertão, aos quatro quilômetros da cidade de Floresta, no sertão de Pernambuco, colidiram frontalmente. Não houveram vítimas fatais, mas duas pessoas ficaram feridas.

A notícia viralizou nas redes sociais, com várias imagens e vídeos. Ainda não se tem informações o que causou o acidente, nem foram informados os nomes, nem a quantidade de pessoas envolvidas no mesmo.

*A qualquer momento mais informações



quinta-feira, 16 de maio de 2019

Campanha tenta resgatar turismo de Brumadinho

Iniciativa tem por objetivo trazer o turismo para cidade

Brumadinho, Minas Gerais
📷 Imagem Google Maps
Começa a ser veiculada hoje (16) em Rádios, TVs e mídias impressa e digital, a campanha Abrace Brumadinho. A iniciativa tem por objetivo trazer de volta à cidade, localizada a 57 quilômetros de Belo Horizonte, o turismo que sempre foi característico da região.

Desde o rompimento da barragem da Vale no Córrego do Feijão, o fluxo de turistas que visitam a região diminuiu significativamente, prejudicando diversos empreendimentos e a economia local. Brumadinho sempre foi destino de turistas interessados no ecoturismo, na culinária e em conhecer o Instituto Inhotim – o maior museu ao ar livre da América Latina.

A campanha Abrace Brumadinho – uma iniciativa da Associação de Turismo de Brumadinho e Região que tem o propósito de mostrar que apesar da tragédia a cidade continua viva e de braços abertos, apesar do luto – será veiculada em todo o país: em Minas Gerais, por meio da TV aberta, e em rede nacional pelos canais fechados.

Segundo a prefeitura da cidade, a campanha abrangerá também portais, revistas e jornais de São Paulo, Rio e Minas, bem como a mídia impressa das companhias aéreas (Gol, Latam e Azul).

O rompimento de barragem na Mina do Feijão ocorreu em 25 de janeiro deste ano. Além de ter resultado na morte de funcionários da mineradora e moradores da cidade, o rompimento da barragem acabou por contaminar o Rio Paraopeba, que passou a apresentar nível de cobre 600 vezes maior do que o normal, conforme apurou a Fundação SOS Mata Atlântica. O rio era responsável por 43% do abastecimento público da região metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo a Polícia Civil de Minas Gerais, o número de mortes confirmadas na tragédia de Brumadinho chega a 237. Ainda há 33 desaparecidos.


Edição: Valéria Aguiar
Pedro Peduzzi - Repórter
Por Agência Brasil

Após troca de tiros, PM estoura galpão de veículos roubados em Águas Claras

[Após troca de tiros, PM estoura galpão de veículos roubados em Águas Claras]

Cinco veículos com restrições de furto e roubo foram localizados por guarnições da 3ª Companhia Independente da Polícia Militar, no bairro de Águas Claras, em Salvador. O flagrante foi registrado por volta das 19h de quarta-feira (15), em um galpão na Rua Frank Nalva.

Segundo informações da 3ª CIPM, houve troca de tiros com dois suspeitos, que conseguiram fugir. Não há registro de baleados no confronto. No local, um telefone celular e diversos materiais utilizados para adulteração de placas e chassis foram apreendidos.


As equipes do Peto I e II, comandadas pelos soldados PM Gláucio e Menezes, respectivamente, chegaram ao imóvel por indicação de GPS da seguradora de um dos veículos.

Veículos apreendidos: GM/Onix, prata, placa QPL-1969; Honda City, preto, placa PZE-1735; VW/Gol G5, prata, placa JSY-7875 (clonada); GM/Onix, branco, placa PLI-2683 (clonado); e uma motocicleta Honda Biz, laranja, placa PKV-3251.    

Três veículos com placas violadas, sem restrição de roubo, foram removidos para o pátio da Transalvador: VW/Voyage, branco, placa OUF-9355; motocicleta Yamaha/XT660, preta, placa JSW-4082; e motocicleta Honda Biz, preta, placa OZP-7588.


O galpão pertence a um homem que reside no bairro de Itapuã. À polícia, o proprietário disse que alugou o imóvel há duas semanas para um homem de prenome Daniel. O dono do galpão foi encaminhado para a Delegacia de Repressão a Furto e Roubo de Veículos (DRFRV).


Fotos: Divulgação/3ªCIPM
Por BNews

Senado articula medida que derruba decreto das armas

O senador Veneziano Vital do Rego (PSB-PB) será relator de três projetos de decreto legislativo que cancelam os efeitos do ato de Bolsonaro

Senado articula medida que derruba decreto das armas
📷 © Sukree Sukplang/Reuters
Senadores articulam votar na semana que vem, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, os projetos que anulam os efeitos do decreto sobre armamento assinado pelo presidente Jair Bolsonaro. O ato facilita porte de arma de fogo para 19 categorias, entre elas políticos, caminhoneiros e moradores de área rural, e enfrenta resistências no Congresso.

A presidente da CCJ no Senado, Simone Tebet (MDB-MS), escolheu o senador Veneziano Vital do Rego (PSB-PB) para relatar três projetos de decreto legislativo que cancelam os efeitos do ato de Bolsonaro. As propostas foram apresentadas pelos senadores Eliziane Gama (Cidadania-MA), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Fabiano Contarato (Rede-ES) e pela bancada do PT na Casa. Depois da CCJ, a proposta seguirá para o plenário do Senado.

Na semana passada, a consultoria legislativa do Senado emitiu um parecer afirmando que o ato de Bolsonaro extrapolou o limite de regulamentação de um decreto presidencial.

Além dos projetos, a Rede protocolou uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF), pedindo que a Corte cancele o decreto de Bolsonaro. O senador Randolfe Rodrigues teve uma reunião ontem com a relatora da ação, a ministra Rosa Weber. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


POR ESTADAO CONTEUDO
Via: NOTICIAS AO MINUTO

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Ato contra Reforma da Previdência marca Dia do Trabalhador no Recife

Mesmo com chuva, representantes de sete centrais sindicais se reuniram na Praça do Derby, na área central da cidade, nesta quarta (1°).

Reforma da Previdência foi criticada durante ato de centrais sindicais, nesta quarta-feira (1º), Dia do Trabalhador, no Recife — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press
Reforma da Previdência foi criticada durante ato de centrais sindicais, nesta quarta-feira (1º), Dia do Trabalhador, no Recife — 📷 Marlon Costa/Pernambuco Press
Representantes de sete centrais sindicais, de partidos políticos e trabalhadores de diversos setores se reuniram, nesta quarta-feira (1°), em um ato na Praça do Derby, na área central do Recife. A mobilização no Dia do Trabalhador uniu sindicatos e teve a Reforma da Previdência como tema central.

Manifestações do Dia do Trabalhador ocorreram em todo o Brasil e em várias cidades do mundo, como Paris, na França. A Reforma da Previdência está tramitando em uma comissão especial no Congresso Nacional e tem provocado disputas entre integrantes do governo e da oposição.

Mesmo com chuva, a concentração no Recife teve início às 9h, com venda de camisas e discursos pedindo a valorização da classe trabalhadora.

"Essa reforma veio para tirar os nossos direitos. Vai afetar trabalhadores rurais e da educação, principalmente", afirmou o presidente da Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT), Paulo Rocha.

Os organizadores do evento não informaram o número de participantes. A Polícia Militar em Pernambuco não faz estimativas de público em atos realizados em ruas e avenidas.

Representantes de centrais sindicais participaram do ato do Dia do Trabalhador, nesta quarta-feira (1º), no Centro do Recife — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press
Representantes de centrais sindicais participaram do ato do Dia do Trabalhador, nesta quarta-feira (1º), no Centro do Recife — 📷 Marlon Costa/Pernambuco Press
Presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Gustavo Walfrido acredita que os trabalhadores vão ter a aposentadoria prejudicada.

"É demagogia dizer que essa reforma vai acabar com os privilégios, porque não vai. As propostas de aposentadoria são muito discrepantes. Nós não pensamos igual à CUT, mas precisamos nos unir diante dessa reforma", afirma.

As professoras Shirleide Avelino e Rosilene Lopes decidiram comparecer ao ato desta quarta (1º). "Eu não consigo ter lazer sabendo que existe uma obrigação social de lutar pelos meus direitos. Na minha profissão, há um desgaste emocional e físico muito grande e a reforma vem para trazer mais prejuízos", diz Shirleide.

Segundo Rosilene, a constante necessidade de atualização também é um desafio para os trabalhadores da classe. "O estado e os municípios não pagam nossos cursos. Temos que bancar por conta própria. Já não temos tantos direitos e a reforma vai prejudicar ainda mais", afirma.

As professoras Rosilene Lopes e Shirleide Avelino participaram de ato do Dia do Trabalhador, nesta quarta-feira (1º), no Recife — Foto: Marina Meireles/G1
As professoras Rosilene Lopes e Shirleide Avelino participaram de ato do Dia do Trabalhador, nesta quarta-feira (1º), no Recife — 📷 Marina Meireles/G1


Por Marina Meireles, G1 PE

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Triunfo recebe Seminário Biblioteca nas Escolas próxima sexta-feira

http://culturadigital.br/mincnordeste/files/2016/03/semin%C3%A1rio-1.jpg

O Seminário Biblioteca nas Escolas dá início nesta quarta-feira (24), das 9h às 12h e das 14h às 17h, na Academia Pernambucana de Letras (APL), a sua terceira edição no Estado. O evento, criado para discutir os espaços para livros nos colégios, tem como convidados neste ano nomes como José Castilho, Mariane Bigio, Luís Serguilha e Wellington de Melo. A participação é gratuita.

Na parte da manhã, o seminário vai receber uma mesa com a professora e mediadora de leitura Ana Dourado, a pesquisadora Amanda Leal e o escritor Luís Serguilha sobre o tema Bibliotecas como Contexto Essencial para Formação do Leitor. Durante a tarde, o consultor e ex-gestor público José Castilho, a coordenadora de Literatura da Secult-PE Mariane Bigio e o editor da Cepe Wellington de Melo vão discutir a Lei 13.696/18, que prevê a universalização das bibliotecas escolares no Brasil. 

O Seminário Biblioteca nas Escolas ainda vai passar por outras cidades de Pernambuco: Triunfo, no Sertão do Pajeú, será na sexta-feira (26), Nazaré da Mata (22 de maio) e Caruaru (23 de maio).

O projeto ainda prevê oficinas com 24 professores e uma pesquisa sobre o cotidiano das bibliotecas escolares comandada por Ana Dourado e Karina de Paula.


Via: PE Notícias

terça-feira, 23 de abril de 2019

Confira as novidades de Edna Marques Artesanatos Personalizados em Crochê


Edna Marques Artesanatos Personalizados em Crochê vem com mais novidades para você mulher que gosta de andar sempre na moda.

Confira as peças de moda praia produzidas em crochês, são diversas variedades que você pode escolher ao seu gosto de vestir como: Biquínis, Maiôres, Croppeds, Saias, Vestidos e muito mais, todos personalizados em Crochê.

Cada peça é produzida de acordo com o seu pedido. 

Faça já sua encomenda!

Confira as fotos abaixo das novidades feitas por Edna Marques.


Yanca Beatriz
INSTAGRAM: @beatriz_almeida12








Acordo prevê instalação da comissão especial da Previdência na quinta

A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann, fala à imprensa no Palácio do Planalto.
Líder do Governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann, diz que comissão especial da reforma pode ser instalada na quinta-feira - 📷 Valter Campanato/Agência Brasil
A líder do governo no Congresso Nacional, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), disse hoje (23), que a comissão especial que vai analisar o mérito da reforma da Previdência pode ser instalada ainda nesta quinta-feira (25). Um acordo foi fechado, mais cedo, em reunião com líderes partidários na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Antes de chegar à comissão especial, a reforma da Previdência precisa ter o parecer de admissibilidade aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. A sessão para votar o relatório do deputado Marcelo Freitas (PSL-MG) começou pouco depois das 15 horas.

"Se não houver a votação hoje (23), tem amanhã (24), mas a expectativa é que nós instalemos já na quinta-feira (25) a comissão especial. Foi isso que nós acordamos hoje lá na casa do presidente da Câmara", disse Joice Hasselmann, após se reunir com o presidente Jair Bolsonaro. O objetivo do governo é evitar atrasos na tramitação da proposta, já que na semana que vem tem feriado na quarta-feira (1º).

"Feriado no meio da semana quebra as nossas pernas aqui no Congresso Nacional. Então, a gente vai antecipar tudo essa semana, para terminar a semana já com a comissão especial instalada com presidente, com relator, e, aí sim, a gente pode respirar um pouquinho mais aliviado", acrescentou a líder.

Acordo

Mais cedo, o relator Marcelo Freitas anunciou a retirada de quatro pontos do seu parecer pela admissibilidade da proposta de emenda à Constituição (PEC 6/19). Os quatro itens suprimidos da proposta foram negociados com líderes da base governista. O primeiro é o fim do pagamento da multa de 40% do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do recolhimento do fundo do trabalhador já aposentado que voltar ao mercado de trabalho.

O segundo ponto é a concentração, na Justiça Federal em Brasília, de ações judiciais contra a reforma da Previdência. Os outros pontos são a exclusividade do Poder Executivo de propor mudanças na reforma da Previdência e a possibilidade de que a idade de aposentadoria compulsória dos servidores públicos (atualmente aos 75 anos) seja alterada por lei complementar, em vez de ser definida pela Constituição, como atualmente.

Para Joice Hasselmann, o acordo para retirada dos quatro pontos evita desgastes na tramitação da proposta nas próximas etapas.

"Foi feito um acordo para tramitar de forma tranquila, sem que haja desgaste da base do governo ou daqueles que se dizem independentes, mas que vão votar com o governo. Lembrem-se que se a gente desgastar agora, a gente pode correr um risco depois. A gente precisa desse voto também na comissão especial e no plenário. Então não adianta sair agora implodindo pontes, quem implode pontes no começo não consegue fazer a travessia, por isso que a gente deu um passinho para trás para agora avançar", disse a deputada.


Edição: Fernando Fraga
Pedro Rafael Vilela - Repórter
Por Agência Brasil

STJ forma maioria para reduzir pena de Lula

Lula está preso em Curitiba desde abril de 2018

STJ forma maioria para reduzir pena de Lula
📷 © Getty Images
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O STJ (Superior Tribunal de Justiça) formou maioria para reduzir a pena do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex de Guarujá (SP), abrindo a possibilidade de o petista deixar a cadeia ainda neste ano.

Ao julgarem nesta terça-feira (23) recurso apresentado pela defesa do ex-presidente, 3 dos 4 ministros da Quinta Turma do STJ defenderam a redução das penas aplicadas ao petista por corrupção passiva e lavagem de dinheiro para 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão.

A pena fixada pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) foi de 12 anos e 1 mês de prisão.O quinto ministro da Quinta Turma do STJ, Joel Ilan Paciornik, declarou-se impedido e não participou do julgamento. Lula está preso em Curitiba desde abril de 2018.

Além do caso do tríplex, o ex-presidente foi condenado em primeira instância no caso do sítio de Atibaia (SP), também por corrupção e lavagem de dinheiro, a 12 anos e 11 meses de prisão. O petista ainda irá recorrer na segunda instância.

A defesa do ex-presidente chegou a pedir ao STJ para adiar o julgamento, sob o argumento de que não foi avisada da data com antecedência.Segundo o STJ, porém, a Quinta Turma não costuma avisar advogados sobre julgamentos de agravos -tipo de recurso que está na pauta- por entender que não há essa obrigação no Código de Processo Penal.

O agravo regimental que deve ser analisado nesta terça é um recurso interno que questiona uma decisão monocrática (individual) do ministro Felix Fischer, relator da Lava Jato no STJ, que negou seguimento ao recurso especial levado à corte pela defesa de Lula.

O recurso especial é o que contesta a condenação do petista no caso do tríplex de Guarujá (SP). Se o recurso especial propriamente dito estivesse na pauta, a defesa teria de ter sido notificada previamente.

A defesa do ex-presidente, por outro lado, pediu duas vezes ao STJ para ser avisada do julgamento do agravo, e obteve manifestação favorável do Ministério Público Federal nesse sentido. Esse é o principal argumento do advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, para pedir para ser notificado com antecedência.


POR NOTÍCIAS AO MINUTO

domingo, 21 de abril de 2019

Quase 3 meses após tragédia, 32 barragens da Vale estão interditadas

Brumadinho, Tragédia, Tristeza
📷 Reuters/Adriano Machado/Direitos Reservados
Passados quase três meses da tragédia de Brumadinho (MG), 32 barragens da mineradora Vale sediadas em Minas Gerais estão com as atividades interditadas. A suspensão das operações destas estruturas tem ocorrido tanto por decisão da Justiça, como também da Agência Nacional de Mineração (ANM), da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad) ou da própria mineradora.

A pedido da Agência Brasil, a Vale listou 30 estruturas que estão interditadas. Dessas, três estão na Mina Córrego do Feijão, onde também fica a barragem que se rompeu no dia 25 de janeiro. Além de Brumadinho, as estruturas com operações suspensas se situam nas cidades mineiras de Nova Lima, Ouro Preto, Itabirito, Itabira, Barão de Cocais, Rio Piracicaba e Mariana.

Outras duas barragens localizadas em Sabará (MG) - Galego e Dique da Pilha 1 - não apareceram na relação da Vale, mas são alvo de uma decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) publicada no dia 9 de abril. Foi determinada, entre outras medidas, a interrupção imediata de qualquer atividade que importe elevação e incremento de risco de rompimento nessas estruturas de contenção de rejeitos.

Questionada sobre a ausência das duas barragens na lista, a Vale informou que ainda não foi notificada da decisão e que adotará as medidas cabíveis quando tomar conhecimento de seu teor. "Importante destacar que a barragem Galego já estava inativa e possui declaração de condição de estabilidade, enquanto o Dique da Pilha 1 já foi descaracterizado", acrescentou a mineradora em nota.

Liminares do TJMG chegaram a atingir a barragem Laranjeiras e outras estruturas da Mina de Brucutu, a maior de Minas Gerais, situada no município de São Gonçalo do Rio Abaixo. Na semana passada, porém, a mineradora anunciou ter conseguido aval da Justiça para retomar as atividades.

A Vale não planeja voltar a operar em todas estruturas interditadas. Pelo menos nove delas estão em processo de descomissionamento, conforme anúncio feito cinco dias após a tragédia de Brumadinho. Além dessas nove, também está sendo descaracterizada a barragem que se rompeu. Todas elas são alteadas pelo método a montante.

Considerado menos seguro, o método de alteamento a montante está associado não apenas à ruptura em Brumadinho, como também em Mariana, no ano de 2015, quando 19 pessoas morreram após o vazamento de rejeitos em um complexo da mineradora Samarco, joint-venture da Vale e da anglo-australiana BHP Billiton. De acordo com a mineradora, o processo de descomissionamento deve ser concluído em aproximadamente 3 anos.

Evacuações

As buscas por vítimas em Brumadinho permanecem. Na última sexta-feira (19), a Defesa Civil de Minas Gerais retirou cinco nomes da lista de desaparecidos por solicitação da Polícia Civil. O motivo não foi informado. Dessa forma, o número de pessoas que não foram encontradas foi atualizado para 41. Até o momento, 231 corpos foram resgatados. 

Em decorrência da tragédia, 271 pessoas estão fora de suas casas, segundo dados da Vale fornecidos na última terça-feira (16). Brumadinho, porém, não é a única cidade onde a mineradora precisou evacuar áreas de risco. A medida foi adotada em alguns municípios onde barragens foram interditadas. Isso ocorreu nos casos em que o nível de segurança da estrutura alcançou 2 ou 3, índices associados ao risco de rompimento.

Em todo o estado, são mais de mil atingidos pelas evacuações. Além dos 271 de Brumadinho, 755 moradores de outras cidades estão fora de suas casas. O município mais afetado é Barão de Cocais, onde 456 pessoas não sabem quando poderão retornar às suas residências. Evacuações também afetam Nova Lima, Ouro Preto e Rio Preto.

O nível 2 de segurança é obrigatoriamente acionado quando a declaração de estabilidade é negada. O documento deve ser fornecido por uma empresa terceirizada contratada pela mineradora para avaliar suas estruturas. Entre os alvos das investigações em torno do rompimento da barragem em Brumadinho, estão os engenheiros da consultora alemã Tüv Süd, que forneceu à Vale a declaração de estabilidade. Desde então, diversas empresas, inclusive a própria Tüv Süd, têm anunciado a reavaliação de algumas barragens a partir de critérios mais rígidos.

Já o nível 3 é o alerta máximo que significa risco iminente de ruptura. Atualmente há quatro barragens nesta situação: Forquilha I e Forquilha III, em Ouro Preto; B3/B4 em Nova Lima; e Sul Superior, em Barão de Cocais.

CONFIRA A LISTA DE TODAS AS BARRAGENS INTERDITADAS

BRUMADINHO

1) Barragem VI, da Mina Córrego do Feijão

2) Barragem Menezes I, da Mina Córrego do Feijão

3) Barragem Menezes II, da Mina Córrego do Feijão

NOVA LIMA

4) Barragem Vargem Grande, do Complexo de Vargem Grande (em descomissionamento)

5) Dique III, do Complexo de Vargem Grande

6) Barragem Captação Trovões, do Complexo de Vargem Grande

7) Dique Taquaras, da Mina de Mar Azul

8) Barragem B3/B4, da Mina de Mar Azul (em descomissionamento)

9) Dique B, da Mina de Capitão do Mato

10) Barragem Capitão do Mato, da Mina de Capitão do Mato

11) Dique Auxiliar da Barragem 5, da Mina de Águas Claras

12) Barragem 8B, da Mina de Águas Claras (em descomissionamento)

13) Barragem Fernandinho, da Mina Águas Claras (em descomissionamento)

OURO PRETO

14) Barragem Forquilha I, do Complexo de Fábrica (em descomissionamento)

15) Barragem Forquilha II, do Complexo de Fábrica (em descomissionamento)

16) Barragem Forquilha III, do Complexo de Fábrica (em descomissionamento)

17) Barragem Forquilha IV, do Complexo de Fábrica

18) Barragem Grupo, do Complexo de Fábrica (em descomissionamento)

19) Barragem Marés II, do Complexo de Fábrica

20) Barragem Doutor, da Mina de Timbopeba

21) Barragem Natividade, da Mina de Timbopeba

22) Barragem Timbopeba, da Mina de Timbopeba

ITABIRITO

23) Barragem Maravilhas I, da Mina do Pico

24) Barragem Maravilhas II, da Mina do Pico

ITABIRA

25) Dique Cordão Nova Vista, da Mina de Cauê

26) Dique Minervino, da Mina de Cauê

27) Dique 02, do sistema de barragens de Pontal

BARÃO DE COCAIS

28) Barragem Sul Superior, da Mina de Gongo Soco (em descomissionamento)

RIO PIRACICABA

29) Barragem Diogo, da Mina Água Limpa

MARIANA

30) Barragem Campo Grande, da Mina de Alegria

SABARÁ

31) Barragem Galego, da Mina Córrego do Meio

32) Dique da Pilha 1, da Mina Córrego do Meio


Edição: Lílian Beraldo
Léo Rodrigues – Repórter 
Por Agência Brasil

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Arrombamento de agência suspende atendimento de saúde a servidores públicos estaduais

Criminosos invadiram a sede do Sassepe, em Goiana, no Grande Recife, na madrugada desta quarta-feira (17).

Criminosos entraram na sede do Sassepe de Goiana, no Grande Recife, por um buraco após a retirada do basculante de vidro — Foto: Benjamim Neto/WhatsApp
Criminosos entraram na sede do Sassepe de Goiana, no Grande Recife, por um buraco após a retirada do basculante de vidro — 📷 Benjamim Neto/WhatsApp
A agência do Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado de Pernambuco (Sassepe) foi arrombada em Goiana, no Grande Recife, na madrugada desta quarta-feira (17). Por causa do crime, o atendimento aos trabalhadores teve que ser suspenso pelo Instituto de Recursos Humanos (IRH).

O IRH informou também que os servidores públicos que tinham atendimento agendado para esta quarta poderão remarcar para segunda-feira (22), já que será feriado na quinta (18) e na sexta (19). De acordo com o instituto, nenhum objeto foi roubado.

Segundo funcionários da agência, os criminosos mexeram em arquivos, documentos, gavetas e no laboratório médico. O caso foi registrado na Delegacia de Goiana, na manhã desta quarta. Segundo a Polícia Civil, a perícia técnica foi acionada para averiguar os danos ao patrimônio.

Grade da agência do Sassepe foi retirada pelos criminosos em Goiana, no Grande Recife — Foto: Benjamim Neto/ WatsApp
Grade da agência do Sassepe foi retirada pelos criminosos em Goiana, no Grande Recife — 📷 Benjamim Neto/ WatsApp
O auxiliar administrativo Benjamim Neto contou que o vigilante descobriu o arrombamento ao chegar para o trabalho, às 7h. Segundo ele, estava tudo revirado no imóvel. “Foi arruaça. Não conseguimos identificar se alguma coisa foi levada por causa da bagunça”, afirmou.

Neto disse que os criminosos retiraram o vidro do basculante e entraram no imóvel. “Eles tentaram invadir a casa pela caixa de ar-condicionado e pela cozinha, mas não conseguiram. Então, quebraram a grade e entraram pelo buraco no basculante”, acrescentou.

O servidor disse que o prédio não tem sistema de monitoramento por câmeras de segurança. “Por causa do contrato, o vigilante trabalha das 7h às19h e não temos ninguém de madrugada”, observou.

De acordo com o IRH, Goiana tem1.413 beneficiários do Sassepe. A média mensal é de 500 consultas médicas. Na agência são realizados atendimentos de cardiologia, fonoaudiologia, ginecologia e clínica médica.

Nota

Por meio de nota, o Instituto de Recursos Humanos de Pernambuco (IRH), responsável pela gestão do Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado de Pernambuco (Sassepe), informou que o atendimento na agência de Goiana foi suspenso nesta quarta-feira (17.04).

O local, segundo o órgão, foi danificado devido à ação de bandidos, que entraram na agência durante a madrugada. No entanto, nenhum objeto foi levado. A Polícia Civil já foi informada, de acordo com o IRH.


Por G1 PE

Comerciante comete suicídio por enforcamento em Petrolândia, no Sertão de PE

📷 Reprodução Facebook
Mais um caso de suicídio é registrado no interior do estado. Na manhã desta quarta-feira, 15 de abril, um comerciante cometeu suicídio por enforcamento na cidade de Petrolândia, no Sertão de Pernambuco.

De acordo com informações, o comerciante Denilton Pires Gomes Lacerda, 40 anos conhecido como Pirinho,  foi encontrado enforcado com uma corda em um depósito de sua propriedade. 

Segundo informações repassadas pela Polícia Civil que investiga o caso, a vítima estava desaparecida desde a noite dessa terça (16), sua mãe sentiu a ausência do filho e pediu que um funcionário fosse a procura do mesmo na manhã de hoje. O funcionário ao chegar no depósito de sua loja de móveis, localizado por trás da Praça de Alimentação no centro da cidade, se deparou com a vítima já sem vida. O Corpo de Bombeiros foi acionado ao local, e realizou os primeiros procedimentos cabíveis ao caso. 

O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru. A Polícia Civil está investigando o caso.


Por Redação/Informações Delegacia de Polícia Civil de Petrolândia

Via: Blog Petrolândia Notícias